Quero cantar mas não gosto da minha voz…

Tempo de leitura: 5 minutos

cantor

“Quero cantar mas não gosto da minha voz… ” Esse é o comentário que mais ouço de alunos que me procuram para fazer aula de canto. Outras vezes eles me indagam: “será que eu tenho futuro?”

Sempre questiono meus alunos sobre suas verdadeiras pretensões com o estudo do canto.

Penso que toda voz é aprimorável e como já disse aqui outras vezes, no canto popular acredito que não necessariamente apenas ter atributos como uma “grande ou bela voz” fazem um “bom” cantor.

Não há dúvidas que o estudo do canto traz mais domínio sobre o material vocal que o aluno possui. E certamente se bem orientado este terá uma percepção maior a respeito do que mais ou menos gosta em sua voz.

Por isso sempre digo que o trabalho com o canto não está apenas associado a um processo motor de condicionamento muscular, mas a um olhar bem mais amplo que inclui além destes, aspectos emocionais, psicológicos e a vivência do ato de cantar propriamente dita.

Mas como deve ser o processo de aprendizado do canto afinal?

Darei aqui algumas sugestões sobre o que você deve fazer quando desejar buscar o seu aprimoramento vocal:

  • Na dúvida sobre sua voz não peça a opinião dos amigos

amigo constrangido

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando sentimos que há algo de errado ou que nos incomoda em nossa voz, o melhor a se fazer é tentar identificar o que realmente não nos agrada.

Ter o feedback de um bom professor de canto seria o mais apropriado, pois contar nessas horas com os melhores amigos pode não ser uma boa ideia.

Pense bem, muitas vezes não é muito desejável dar opiniões que soem negativas para as pessoas que “queremos bem” e isso pode até ser bastante constrangedor. Assim teremos uma grande chance de ouvir o que gostaríamos de ouvir e não o que realmente deveríamos!

Outras vezes temos amigos que vivem nos elogiando, mas que não tem um ouvido muito aprimorado ou conhecimento suficiente para dar uma opinião real.

Contudo se a sua ideia é apenas ouvir um elogio esta talvez seja a melhor estratégia!

  • Tenha o hábito de se gravar cantando

gravador

Ter uma boa percepção de si mesmo pode nos ajudar em muitos aspectos da nossa vida. Em se tratando do canto pode nos ajudar a identificar o que mais precisamos melhorar.

Eu como professora de canto sempre pontuo no aluno o que considero importante para o seu aprimoramento, mas se o aluno não julgar importante ele não o fará com eficiência.

Por isso sugiro como exercício se gravar sempre que possível em áudio ou vídeo, criando o hábito de detectar o que considera indesejável em sua voz, ou ao contrário, procure descobrir o que você mais gosta e o que se identifica para que possa usar mais vezes no seu canto.

  • Tente libertar-se de seus medos

frog-1293758

Um dos meus maiores mestres sempre dizia que “nada é melhor do que a fazência” e eu acredito fielmente nisso.

Além da busca do aprimoramento com o estudo do canto, a sua prática é essencial para o desenvolvimento do cantor.

Portanto amigos, apenas fazer aula de canto não necessariamente trará muito resultado se o aluno não conseguir executar o que aprendeu.

Quanto maior for a sua prática mais chances você terá de obter acertos e crescimento, pois maiores serão as oportunidades de experiências diferentes com a sua voz, sua desenvoltura no palco com os músicos, sua relação com a plateia e com suas emoções.

  • Tenha foco em seu treino vocal

arco

Não existe aprendizado sem estudo. Aquela velha premissa de “não ter dom para cantar”, pode ser uma bela desculpa para não começar.

Em primeiro lugar defina para você mesmo quais são suas pretensões com o canto. Se elas forem profissionais seu trabalho certamente será mais árduo, afinal será necessário disciplina com seu instrumento, e muitas vezes a busca de uma identidade como cantor pode ser um diferencial para se ter sucesso ou não.

E eu sinto dizer que sem estudo e foco o caminho pode não ser impossível, mas será bem mais longo.

Se o seu desejo é apenas não fazer feio na cantoria com os amigos, ainda assim terá que estar disposto ao exercício vocal para romper algumas barreiras e conseguir uma boa performance.

Exercícios vocais bem direcionados ajudam a musculatura a responder melhor e você a emitir a voz com maior qualidade.

Pense como se fosse um treino muscular semanal que você tem na academia de ginástica, quanto mais disciplina e frequência mais se consegue bons resultados.

Assim por pior que você se considere cantando, nunca deixe de fazê-lo. Muitas vezes somos exigentes demais com nós mesmos e com isso nos privamos de fazer aquilo que realmente gostamos. Lembre-se de que ”o  feito ainda é melhor do que o perfeito”.

Procure ter uma boa rotina musical, ouça músicas de qualidade, amplie o seu repertório, tenha o hábito de frequentar shows musicais, estude um instrumento, entre para um coro da cidade frequente um karaokê e se possível procure um bom profissional e faça aulas de canto.

cantora fogo

 

A música faz parte de nós e está presente em todos os momentos da nossa vida.

Ter a oportunidade de se expressar com o canto é uma forma de alimentar o seu espírito!

Portanto mais do que nunca exercite o seu cantar!

 

 

Comentários

Comentários