Respiração Costo Diafragmática Abdominal

Tempo de leitura: 2 minutos

Em minha prática como cantora e professora tenho como base respiratória os princípios da Escola Italiana, que basicamente preconiza abertura de costelas, a anteriorização do Externo, e o apoio.

 

Este tipo respiratório é considerada por muitos estudiosos da área como o mais fisiológico e eficiente para as diversas demandas do canto.

O que observo em alguns alunos é a dificuldade num primeiro momento, em realizar a abertura das costelas e devida “anteriorização” do esterno, sem a elevação concomitante do tronco, o que provoca tensão laríngea e compromete o bom funcionamento da técnica.

Por isso logo no início do trabalho faço questão de dar noções de cada um dos tipos respiratórios: torácico, intercostal e abdominal, procurando “dissociá-los”.

No caso de alunos com respiração extremamente superior (torácica) indico a instalação primeiramente de uma respiração mais abdominal, antes de se trabalhar a abertura costal propriamente dita, por observar bons resultados com esta prática em meu trabalho.

Manter uma boa postura com o peito aberto, sem rigidez e sem elevação dos ombros, pode facilitar muito o processo de aprendizado.

pulmoões

APOIO RESPIRATÓRIO

Vale salientar sobre o cuidado com a compreensão do uso do apoio no momento da emissão vocal. NUNCA se deve pensar nele como um “empuxo enérgico e/ou tenso que contrai a parede abdominal para dentro durante a emissão de notas mais agudas e longas”.

Mas sim como um “leve retesamento da musculatura do abdômen”, sem gerar enrijecimento e que garanta um apoio flexível e acionado segundo a demanda vocal (forte, piano, aguda ou grave).

Contudo, vejo como primordial o uso do apoio para maior controle do fluxo aéreo, tonicidade desejada e boa afinação.

Diferente do canto erudito que possui escolas centenárias já consagradas, ainda é muito recente o estudo de técnicas voltadas exclusivamente para o canto popular.

Muito do que se encontra no “mercado”, tem como princípio estudos de fisiologia da voz ou resulta de adaptações da técnica erudita.

Por isso considerei relevante falar das Escolas Nacionais de Canto, num próximo post, para que se compreenda melhor o que supostamente serve como pilar das diversas técnicas respiratórias utilizadas por muitos professores de canto popular.

Veja também:

http://vozteoriaepratica.com.br/mecanismo-do-manejo-respiratorio-escolas-nacionais-de-canto/

Comentários

Comentários