aprimoramento técnico

O sonho de ser um “The Voice”

O sonho de ser um “The Voice”

5 minutos Por conviver diariamente com o sonho da grande maioria dos cantores em ser um dos “The Voices”, resolvi “dar uma volta” no mundo online cassando os melhores momentos de cantores de todos os tipos de vozes e estilos diferentes e sentir na própria pele o que eles trazem de mais especial. Tentei observar todos os detalhes: se é um timbre específico, uma afinação impecável, a desenvoltura de palco ou o domínio sobre o instrumento vocal que fazem a diferença em alguns destes Continue lendo

Respiração para no canto no Youtube

menos de 1 minuto Olá amigos! Conheçam o meu canal no Youtube. Vocês terão acesso à pequenos vídeos com dicas de todos os artigos publicados aqui no Blog. Espero vê-los por lá deixando seus comentários e dando sugestões para novos vídeos! E que este seja um espaço de troca e de grande aprendizado! Aguardo a sua visita!!

Manutenção e Aquecimento Vocal

Manutenção e Aquecimento Vocal

4 minutos Qual a necessidade de se manter uma rotina de manutenção e de aquecimento vocal?   Podemos comparar o cantor a um atleta que precisa cuidar diariamente do seu condicionamento físico. Dessa forma é importante pensarmos exatamente como um atleta procurando ter disciplina e constância em nossa prática tendo alguns cuidados como: 1- Realizar o alongamento da musculatura extrínseca e intrínseca da laringe antes do uso intenso da voz; 2- Ter o cuidado com a execução do exercício. Faze-lo sempre com consciência estando Continue lendo

A Construção de uma voz: Ressonância Vocal

A Construção de uma voz: Ressonância Vocal

6 minutos Ressonância da voz: nosso filtro sonoro Ressonância vocal é um dos assuntos que mais me fascinam no estudo da fisiologia vocal, pois através dele podemos ampliar e sobretudo, modificar o som que produzimos. Penso que descobrir várias possibilidades de uso desses espaços podem dar a voz mais plasticidade e ao cantor mais recursos para a interpretação de uma canção. Sempre gostei muito de falar sobre este assunto em aula, sobretudo com o intuito de dar mais consciência ao aluno sobre como ele Continue lendo

Muda Vocal: adolescência sem culpa

Muda Vocal: adolescência sem culpa

7 minutos   O processo de muda vocal é um assunto bastante discutido, com bibliografia extensa, por se tratar de algo extremamente natural ao desenvolvimento e amadurecimento do corpo. Ocorre durante a puberdade e pode ser observado em ambos os sexos, porém de forma mais acentuada nos meninos, que podem agravar a voz em até uma oitava, enquanto nas meninas em torno de 3 a 4 semitons. Conforme Behlau e Pontes (1993), na muda vocal o aparelho fonador sofre um amadurecimento constante, mas não Continue lendo

Registros vocais: Voz de peito? Voz de cabeça?

Registros vocais: Voz de peito? Voz de cabeça?

10 minutos Seria cômico se não fosse triste pensar o quanto se compartilham informações equivocadas nos nossos dias com toda a facilidade que a internet oferece. Toda vez que vejo alguém explicando a respeito de registros vocais e relacionando-os diretamente a regiões de ressonância, como a famosa frase: “Na voz de peito o som ressoa mais na cavidade torácica e na voz de cabeça o som ressoa na cabeça…”. No primeiro caso fico imaginando que em seguida farão a venda de próteses mamárias para Continue lendo

Drives vocais: Efeitos sonoros

Drives vocais: Efeitos sonoros

3 minutos A técnica dos drives vocais sempre foi um assunto muito controverso no meio pedagógico vocal. Pois desde sempre muito se associou o uso dos drives aos abusos da voz e a constrições nocivas a saúde do cantor. Eu mesma muitas vezes declinei a atender alunos interessados em se aprofundar nesse assunto e conheci muitos outros excelentes professores de canto, que também se negavam a trabalhar esta técnica, pelo mesmo motivo que o meu: não tinham domínio sobre ela e especialmente por considerarem Continue lendo

Exercícios vocais isométricos, isotônicos, isocinéticos

Exercícios vocais isométricos, isotônicos, isocinéticos

5 minutos   Seriam os chamados exercícios: “isométricos”, “isotônicos” e “isocinéticos”. Para ficar mais claro sobre a função e definição de cada um deles, coloco aqui a descrição que encontrei na literatura. “Os exercícios isométricos são definidos como resistência sem movimento, desenvolvendo-se tensão muscular, contudo o músculo não encurta nem alonga, i.e., ocorre contração muscular estática, sem movimento.” Os exercícios isométricos têm sido considerados grandes aliados para o desenvolvimento e do fortalecimento de toda a musculatura corporal. No canto tratam-se de emissões com sustentação Continue lendo

Voz e emoção: Sob o olhar de grandes mestres

Voz e emoção: Sob o olhar de grandes mestres

5 minutos Acrescento aqui as contribuições exclusivas para este post, de alguns dos mais reconhecidos professores e/ou cantores de canto popular do Brasil. Queridos amigos que compartilharam aqui suas experiências ou visões de como lidar com esta que pode ser a nossa grande aliada no palco, nossa emoção! “Eu tenho trabalhado muito nesta questão do “nervosismo” que interfere na voz. O que observamos inicialmente é uma voz irregular, trêmula às vezes, pouca projeção, falta de ar, falta de apoio, inexpressividade… etc., até que vai Continue lendo

Mecanismo do manejo respiratório: Escolas nacionais de canto

Mecanismo do manejo respiratório: Escolas nacionais de canto

2 minutos Boa parte do que se encontra a respeito das Escolas Nacionais de Canto, faz citação do estudo realizado por Richard Miller em sua publicação English, French, German and Italian: Techniques Of Singing. Fiz abaixo uma pequena resenha do que encontrei sobre três das principais escolas estudadas por ele: Escola Italiana, Escola Alemã e Escola Francesa. ESCOLA ITALIANA A Escola Italiana possui grande uniformidade em relação ao manejo da respiração. O “Appogio” (apoio) pode ser definido como uma combinação de respiração esterno-intercostal diafragmática-epigástrica. A Continue lendo

Respiração Costo Diafragmática Abdominal

Respiração Costo Diafragmática Abdominal

2 minutos Em minha prática como cantora e professora tenho como base respiratória os princípios da Escola Italiana, que basicamente preconiza abertura de costelas, a anteriorização do Externo, e o apoio.   Este tipo respiratório é considerada por muitos estudiosos da área como o mais fisiológico e eficiente para as diversas demandas do canto. O que observo em alguns alunos é a dificuldade num primeiro momento, em realizar a abertura das costelas e devida “anteriorização” do esterno, sem a elevação concomitante do tronco, o Continue lendo

Respiração para o canto

Respiração para o canto

2 minutos “O cantor deve considerar que há muito mais na                                                             respiração do que apenas o ar inalado.” Nancy Zi Nada como começar esse texto com a velha premissa de que “respirar é sinônimo de vida.” Muito se fala sobre a necessidade de uma boa respiração para salvaguardar a saúde do corpo, pois é Continue lendo